quinta-feira, 28 de junho de 2012

“Eu posso te dar uma lista de motivos pelos quais eu devo desistir e, mesmo sem nenhum incentivo, eu continuo aqui. Esperando. Eu continuo aqui, firme por você. Continuo de pé. Continuo insistindo numa coisa que, sinceramente, não vai levar a lugar algum. Eu não sei o que tá me segurando, e pra falar a verdade eu também não sei de onde tá vindo tanta vontade de manter as coisas do jeito que tão. Mas se for pra ser assim, pelo menos faz questão de volta. Se for pra me deixar lutando por nós dois, luta comigo. Fica comigo. Finge que tudo vai dar certo, mas finge comigo. E esquece todo o resto.”

“Não quero uma história de cinema, onde existe esse tal de casal perfeito. Eu não quero uma felicidade de mentira só pra mostrar status. Eu quero mãos dadas, cafuné e colo. Quero viagens, loucuras e parceria. Quero coração batendo forte, e falta do que falar. Quero amor, quero amar. Quero um eu, com você. Quero um tal de nós. Não quero promessas que não possamos cumprir.”

terça-feira, 26 de junho de 2012

“- Ele te amou?
- Eu não sei. Só sei que me sentia bem quando estava nos braços dele.”

“Vem, antes que eu me vá, antes que seja tarde demais. Vem, que eu não tenho ninguém e te quero junto a mim. Vem, que eu te ensinarei a voar” — Caio Fernando Abreu

Chega uma hora que não importa o quanto a balada esteja bombando, chega uma hora que a gente cansa de segurar esses copos cheios e começa a querer segurar a mão de alguém!

“- Fica.
- Aonde?
- Sei lá, na minha casa, do meu lado, na minha vida, pra sempre. Só fica.”

“De repente ouvi teu nome. E quase que imediatamente te procurei a minha volta. Não te encontrei, mas me dei conta de que eu estava sorrindo.” — Querido John

“É que tortura, sabe? Te querer e não te ter aqui comigo. Tortura querer seu abraço e não poder sentir, querer ver seu sorriso de perto e não poder. Tortura, mas eu aguento; aguento com a esperança de que um dia eu possa estar com você. É.”

“E por falar em saudade, onde anda você?” — Vinicius de Moraes.

Conta pra ela, vai. Chega nela e fala. Fecha os olhos, se for preciso. Fecha os olhos e finge que é pro espelho, como você já fez uma vez. Diz pra ela que você sente muito. Que se arrepende de todas às vezes em que poderia ter mudado a situação com poucas palavrinhas (e evitado algumas noites de choro e preocupação da parte dela), mas ao invés disso só ficou parado sem falar nada, como o idiota que é. Pede desculpas por quando ficou confuso entre um ex amor do passado que ainda te balançava, um possível caso pro futuro que te excitava e entre ela. Pede desculpa por ter deixado ela como última opção quando você era a única escolha. Confessa que se sente culpado por todas às vezes que estragou os possíveis relacionamentos dela provocando-a e fazendo ela cair na sua de novo, mesmo que isso seja a mentira mais descarada do mundo e que você não se arrependa. Assume que é egoísta e não sabe perder, que é atrapalhado e não sabe possuir, que é mimado e mandão e que tudo tem que ser do seu jeito, que é orgulhoso e pra você você sempre tá certo, que é pior do que criança, que é infantil, que é canalha, galinha… Como se ela não te conhecesse melhor do que você. Se humilha, se for preciso. Fala que vai compensar pelas noites de sono perdidas, pelas lágrimas desperdiçadas no travesseiro, pelas dores de cabeça, pelos cortes, por tudo. No fundo ela só espera um sinalzinho verde pra não desistir, uma confirmaçãozinha de que você ainda tá nessa junto com ela. Mas não deixa ela cansar de vez de você.

“Ele mexe comigo, esse garoto. Sempre. É sua única desvantagem. Ele pisoteia meu coração. Ele me faz chorar.” — A menina que roubava livros

“Por favor fica, e se não der pra ficar, me leva.” — Oito de Outubro

Ser forte é mandar quem você sempre quis mais perto, sumir da tua vida.

“E” e “se” são duas palavras tão inofensivas quanto qualquer palavra, mas coloque-as juntas, lado a lado, e elas têm o poder de assombrá-la pelo resto da sua vida. “E se”… E se? E se?” — Cartas para Julieta

“Essa noite, eu queria que você estivesse aqui. Poderíamos conversar, brincar, se provocar… O que você quisesse. Mas eu queria você aqui.” — Cabana dos Sonhos

“A gente podia ter dado certo. Se não fosse meu medo de me machucar, seu medo de se prender, nossos tempos em desalinho. Se não fosse o mundo contra nós, meu orgulho, seu individualismo. Eu sempre pronta pra começar algo de verdade e você nunca sabendo o que quer. Você vivendo sua vida e tendo certeza de que eu estaria aqui te esperando, como de fato sempre estive. As coisas podiam ter sido diferentes se eu tivesse me imposto mais, não te acostumasse mal. Ou talvez a gente só tenha acontecido no tempo errado, tanto faz. Você não tá pronto e eu não posso te cobrar coisas que você não tem pra dar. Você quem quis assim, eu respeito e vou seguir em frente. Mas, por favor, me deixa ir! Se gosta mesmo de mim, me liberta. Agora não tem mais porta aberta, a gente precisa se desligar. Você não se acostuma com a ideia de me perder de vez, mas eu posso te garantir que a gente é capaz de se acostumar com qualquer dor ou absurdo.Você que me ensinou. Um dia você vai se arrepender, eu já conheço as voltas do mundo. Mas se a vida for realmente justa, eu vou estar numa bem melhor e você vai ser sempre passado, lembrança. Cansei de ficar parando meu tempo pra tentar ajustar com o seu. Agora vou parar você, pro meu tempo andar. E se a saudade é o preço a se pagar, tá feito. Saudade é pouco comparada a essa dor no peito. Vou deixar passar.”

terça-feira, 19 de junho de 2012

Saiba ser forte. Saiba como não ceder. Siga em frente. Andar para trás nunca levou ninguém a lugares novos.

Engano seu achar que pode me ter quando quiser. Seu erro é se afastar e pensar que eu vou esperar você se aproximar. Independente do que eu sinto por você. Eu tenho amor próprio, e esse sempre tem que falar mais alto. Preciso amar a mim, antes de qualquer coisa. E se eu fosse você tomaria cuidado. Nessas suas idas e vindas. Uma hora você me perde, e outro alguém me ganha. :)

Se apresse. Não pense que eu vou te esperar por muito tempo. Posso me deixar levar por outros sorrisos, outros olhares, outras conversas... Outras esperas.

Não me decepciono mais. Quer saber o segredo? Pare de se importar. Não espere mais nada. Se surpreenda, é bem melhor.


'Vou me enganar mais uma vez, fingindo que te amo às vezes, como se não te amasse sempre.'




Foto: 'Vou me enganar mais uma vez, fingindo que te amo às vezes, como se não te amasse sempre.'

[Tati Bernardi]

Diga NÃO quando você quer dizer NÃO ! Este pode ser o maior economizador de tempo da sua vida !

' Às vezes o cavaleiro da armadura brilhante, era apenas um imbecil enrolado em papel alumínio. Desapega! '

Coragem, às vezes, é desapego. É parar de se esticar, em vão, para trazer a linha de volta. É aceitar doer inteiro até florir de novo. CFA

“Já é tarde da noite e você provavelmente está deitado em sua cama olhando para a janela e pensando na vida. Talvez esteja com alguém em seus braços, com alguém fazendo carinho em você o tempo inteiro… Mas isso não te satisfaz não é mesmo? Você está morrendo de vontade de implorar por carinho e não ter assim tão facilmente, você está com vontade do meu cheiro impregnado em você, das nossas respirações ofegantes, nossos corpos quentes colados e nossos corações descompassados. Admite vai. Admite que você não gosta de olhar pra ela pois deseja intensamente que em seu lugar eu estivesse. Admite garoto. Me liga agora e fala que discou o número errado, me manda uma mensagem vazia - assim como nós estamos um longe do outro - aparece na porta da minha casa falando que esqueceu aquela sua blusa que você disse que odiava, mas que passou a gostar dela em mim. Só em mim. Vem, dê um sinal de vida, fale com esse seu jeito todo bagunçado e cheio de desculpinhas esfarrapadas. Fale por entrelinhas, indiretas, olhares, seja como for, só mostra que está sendo difícil pra você, que você no fundo não quer me deixar de lado assim como eu não quero te deixar. Fala vai… Ou não fala. Me abraça. Me beija. Me bagunça. Só não nos deixe tão distantes assim. Vem se perder no meio das gargalhadas, no meio de edredons, no meio desse frio que faremos ficar quente. Vem e fica. Fica até quando der, e quando não der, fica mais um pouco.”

O problema é que depois de botar o ponto final, ao invés de trocar de livro, a gente começa novos parágrafos.

Não consigo ser discreta. Falo alto, dou risada das desgraças dos outros, adoro falar. Confiante. Contraditória. Cicatrizes. Histórias. Dizem que no inesperado Deus abre várias portas. E é disso que eu gosto. Eu me viro. Tudo certo como 2+2=5.

“E que graça tem, se eu não te irritar? Qual é o motivo de te deixar com raiva, se eu não te arrancar sorrisos? É que eu sou assim, irritante. E você é desse jeito, fácil de irritar. A gente se completa. Você é a brisa e eu a tempestade. Você é o ciúmes e eu o motivo dele. É a dose que eu quero, sem tirar, nem por. Quero eu e você assim: brigando pra fazer as pazes, se distanciando pra poder voltar ao “nós” com mais intensidade […] Volto a dizer, a gente se completa, com as nossas indirefenças e igualdades, com nosso jeito estranho de lidar um com o outro. Quero a gente assim, amarrados, dado nós, aqueles bem complicados de se desatar […] nós que não desgrudem, não desatem, não se disfaça; quero nós que durem.”

~ Querido John
“(…) Capturei cada detalhe teu, decorei cada expressão sua, só pra recriar na minha mente em outro momento. Fiquei o dia todo pensando em você, no teu sorriso, no teu olhar. Sua risada ficou passando como um filme nos meus pensamentos; o seu jeito de falar, sua voz não me deixou pensar em outro coisa. Dominou meus pensamentos. (…) mesmo não sabendo, você me tinha. Me deixava louco, me fazia querer, te querer. (…) cansei de te olhar de longe, te querer de longe, de estar longe; cansei de reprimir, tentar diminuir, tentar não sentir. Cansei de cansar e aceitei: era algo mais que querer, algo mais que gostar; era algo a mais. (…) Queria eu e você, queria realizar aquilo que meus pensamentos tanto sonhava, imaginava. Só queria felicidade, queria aquele sorriso que motivava o seu. Só queria, desejava.”

Talvez quando tiver a certeza de que o sentimento é realmente verdadeiro, não estarei mais aqui pra vc dizer. Ninguém pode esperar pela certeza do outro.O coração pede sempre mais, e onde há dúvidas não há espaço para o amor e um dia a gente simplesmente segue..

segunda-feira, 18 de junho de 2012

"Preciso ser mais sincera e direta? Então vamos lá: tem homem que é cretino e não se importa com o que você sente. Ponto."

‎- Eu não sei se essa é sua intenção, mas você está me fazendo perceber que eu posso ser feliz sem você. Diz que me ama, mas suas atitudes só me provam o contrário. Não vou esperar você decidir se me quer ou não na sua vida. Tenho muita coisa aqui pra te oferecer, mas sabe o que é? Sou incompleta, também preciso receber. Portanto, não se assuste se um dia eu acordar com a capacidade de te olhar nos olhos, sorrir e dizer adeus.

‎"Às vezes é carência, às vezes é só frio. Às vezes nem sei o que se passa. É só saudade no peito."

“Eu sofro de recaídas. Uma hora eu digo que superei, que a sua presença não me afeta mais. Chego a passar um dia inteirinho sem pensar em você. Me envolvo com outras pessoas. Faço da estrada minha melhor amiga e da bebida minha companheira. Até ai, tudo bem. Mas outra hora, vem a nostalgia. A falta, a carência. Vem você e o seu sorriso. É nessa hora que eu confesso que sou fraco. É nesse momento que me tranco no quarto, abraço o travesseiro e deixo as minhas lágrimas falarem o que estou sentindo. Fico sentimental. Qualquer propaganda de margarina me emociona. Qualquer texto que fale de um amor e qualquer música melancólica me desarmam. Como disse, sofro de recaídas.”
— Querido John

sábado, 16 de junho de 2012

“Já fiz tanta coisa por você. Já demonstrei tantas vezes e você simplesmente ignorou ou fingiu que não enxergava. Só não espere o tempo passar pra perceber o que realmente valia a pena, porque pode ser tarde demais, não tenho todo tempo do mundo e muito menos paciência pra esperar você decidir o que é melhor pra você, e eu ficar esperando. Já vi tanta coisa passar e eu aqui esperando alguma mudança em você. Não posso negar, que continuarei sentindo isso tudo por você. Porém,não me faça cansar de te esperar todas as tardes, não me faça cansar de esperar uma daquelas suas mensagens que costumavam me deixar boba. Porque um dia a boba pode te deixar de lado, mesmo á continuar te amando e te querendo sempre do lado. Meu amor, hoje voce é meu ar, amanhã, posso preferir morrer sufocada do que ter que te procurar.”
“Sabe o que você merece? Uma dessas meninas que te mandará uma mensagem à noite falando que vai dormir, mas na verdade está preste a sair com as amigas para uma balada. Aquela que não se importará com você, que para ela tanto faz se você está bem ou não. Dessas que pisará no seu coração, mentirá sobre o sentimento, que lhe fará com que você passe noites e mais noites chorando. Uma dessas vagabundas que se encontra a cada esquina. Você merece uma assim. Aquela que fará você sofrer tudo e mais um pouco que você me fez sofrer. Quando você encontrar essa garota você vai sentir saudades de mim. Das vezes que eu deixei de sair com minhas amigas para lhe dar um ombro amigo, das inúmeras vezes que eu lhe falei um eu te amo sincero. Do quanto eu tentei de todas as formas lhe fazer feliz. Mas você negou tudo que eu lhe ofereci. Negou o meu amor, o meu carinho, atenção. Quando você notar o quanto foi babaca por ter me tirado da sua vida será tarde demais pra voltar atrás, eu já estarei com aquele que realmente merece ser chamado de homem, diferente de você que só passa de um moleque. ”

domingo, 10 de junho de 2012

quinta-feira, 7 de junho de 2012

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Só que hoje eu queria sumir com você para um lugar onde não pegue o celular, não pegue a internet, não pegue a televisão, mas que a gente, em compensação, se pegue muito.

“Vontade de te ligar agora e perguntar como foi seu dia, se você se alimentou direito, se você fez tal coisa. Vontade de te ligar agora e te mostrar que eu me importo e que não é pouco, que eu me preocupo muito mais com você do que comigo. Te ligar agora só pra saber se você sentiu minha falta ao menos um pouquinho, porque eu senti a sua e muito.”

Sei lá, não tem explicação, mas eu quero tanto estar com você..

“É engraçado. Digo, a forma de quê você me trata, o jeito de falar comigo. Tudo isso deve ter um por quê e nós sabemos que entre muitas intrigas há um grande amor.”

“Todo mundo tem suas manias, eu tenho as minhas. Mania de mexer no cabelo de 5 em 5 minutos, falar alto, encarar quem me olha demais. Mania de pensar demais em você, de acreditar em horas iguais, mania de ficar imaginando coisas antes de dormir, mania de rir por bobeira e de chorar de nervoso, aliás, mania de chorar por tudo, mania de escutar uma música e ficar me imaginando nela, mania de mudar de humor constantemente, mania de ver minha vida como se fosse um filme, na maioria das vezes um conto de fadas que ainda vai ter um final feliz, mania de ter medo de tudo, de falar o que eu sinto e de te perder. Mania de pensar no que já fiz, mania de repeti-las mesmo que me arrependa. Mania de precisar ter você do meu lado.”

Eu nunca fui bom em português. Talvez seja por isso que insisto em colocar vírgulas no lugar dos pontos finais.

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Alguém tem que ceder, ah tem. Não adianta dizer que não sente falta, você sente. Não adianta dizer que odeia, você se importa. Não adianta dizer que ela é uma idiota, você gosta disso. Não adianta dizer que ela te machucou, os dois se machucaram. Não adianta dizer que não foi bom, foi perfeito! Batalha de egos. Uma batalha de quem é o mais orgulhoso. A saudade chega a queimar no peito e ninguém quer ceder. Mas quando um ceder.. Vai ser inesquecível. Como sempre.

Admito. Sou clichê. Sou romântica-à-moda-antiga. Gosto de receber flores. Gosto de cartas escritas a próprio punho. Gosto de beijinhos na testa, na mão. Gosto de abraços quentes. Gosto de dançar coladinho. Gosto de natureza. Gosto de risadas. Gosto de receber telefonemas durante a madrugada. Gosto de usar vestidos floridos e soltinhos. Gosto de sapatilhas. Gosto de ver você num terno pretinho. Gosto de olho-no-olho. Gosto de nossas mãos grudadinhas. Gosto de você. Gosto de nós. Nós bem apertados, pra nunca soltar. Gosto do nosso amor, do meu jeito torto e sem nexo, mas gosto

‎"Vai ou fica? Arrisca ou Espera? Aceita ou recusa? Que o destino, de vez em quando, decida por nós. A gente merece uma trégua." - Martha Medeiros